14 de nov de 2012

As pedrinhas e a saudade...



Um assunto presente todos os dias na minha vida é a Saudade...
Acho que entre todas as palavras que falei durante a minha vida, a 'saudade' deve ser uma das campeãs...

Aos 4 anos mudei de um apartamento em para uma casa de terreno duplo, casa de dois andares, antiga, com pitangueiras, mangueiras, parreiras, cachorro, gatos e galinhas no quintal.
Aos 10 mudei do sul do país para o extremo norte, para uma casa de piso de um tipo de cimento, um piso vermelho, que 'manchava' os pés. A casa era atrás de uma "favela" da cidade, do lado de um boteco feito de madeira em frente ao rio. Era só atravessar a avenida pra tomar um banho de lama na maré baixa... Aos 12 voltei para o sul, e fui morar em um apartamento de 70m²... dois quartos.. bem pequeno, e a família já tinha um novo membro, meu irmão caçula. No dia do meu aniversário de 16 anos, fui para o centro-oeste, Brasília, a cidade planejada. Lá ao menos eu tinha de volta meu quarto. Era bom. Lá foi bom também porque iniciei uma etapa importante da minha vida: ser mãe. Aos 18, voltei novamente ao sul. Aos 21 anos, voltei ao meu primeiro apartamento, desta vez apenas eu e meu bebê. Finalmente, aos 23, mudei-me para o atual apartamento.

Mas.. o que isso tem a ver com a saudade e com as pedras?

Bom, tem tudo a ver.. É que com todas as mudanças que tive na minha vida, (e não foram poucas) tive que incorporar uma alma de cigana.. Só que eu não fui criada na cultura cigana, e também não me ensinaram que o desapego é a forma menos dolorosa de se seguir o próprio caminho... Ao longo dessas mudanças conheci culturas diferentes, lugares lindos, e pessoas maravilhosas. E desde a primeira dessas mudanças, venho colecionando saudade.. guardando imagens, sons, cheiros, momentos, uns bons e outros nem tanto..

Acho que foi por isso que me tornei tão dependente dessa tal nostalgia.. Acabava por ser refém, e não companheira como realmente deveria ser..
Fato é que essas saudades foram sendo acumuladas, e eu me tornei uma acumuladora de saudades...
E isso se refletia nos meus relacionamentos: familiares, amorosos, com amigos, até de trabalho. Isso resultava na dependência que eu tinha desses relacionamentos pra viver, pra ficar "Feliz". E todos bem sabem.. Dependência... incontrolável, interminável, não é saudável, nunca será saudável.

É como se nesse caminho que percorri, a cada nova experiência eu juntasse uma pedrinha do chão e a guardasse no bolso. E eu valorizava tanto aquela pedrinha, que não queria me desfazer dela. Só que passados muitos anos de intolerância, de cegueira, e consequentemente de desastre nos relacionamentos, eu percebi que eu não conseguia caminhar porque meus bolsos estavam cheios demais... É doloroso o crescer, o evoluir, mas se eu quero ser alguém mais sábia, mais desenvolvida mental e espiritualmente (e porque não sexualmente), preciso compreender que o passado FAZ parte de quem eu sou, mas não significa que precisa ser vivido... Quantas vezes deixei de conquistar algo novo por me agarrar a conceitos velhos e ultrapassados? Quantas vezes deixei de completar um ciclo novo por medo de não ser boa o suficiente como fui anteriormente?

Dar-se conta que as pedrinhas estão pesando demais é o primeiro passo pra alcançar o topo da montanha... O segundo é esvaziar, do que não é útil, os bolsos, a cabeça, o coração...


Dica de filme relacionado: Into The Wild (Na Natureza Selvagem)
Dica de música relacionada: Aerosmith - Dream On


3 comentários:

  1. Amiga, posso chama-la assim não é? Saudade não deve ser um fardo a ser carregado, saudade deve ser um momento que vc viveu e ficou lá trás.Ela é seu passado e como tal passou, sabe Alice?

    Eu tenho uma relação de amizade com a saudade gosto dela pq ela me trás lembranças boas ou ruins. Mas minha relação com ela é de aprendizado e não de apego, entendeu Alice?


    Então benzinho coloque as pedrinhas no chão pq lá é o seu lugar, se permita viver o presente e olhe que palavra mais bonita P.R.E.S.E.N.T.E. E o que é o presente é vc viver o aqui e agora e considere a saudade como sua aliada para não cometer os meus erros ou cometer dependendo do caso.

    Promete que vai esvaziar os bolsos, promete Alice? Promete viver este presente de todos os dias? Promete deixar o passado lá onde ele deve estar? Promete ser feliz, promete Alice?

    Deixo aqui uma postagem que fiz estes dias, dá uma passada por lá pq quem sabe este post pode ajudar esclarecer um pouquinho mais o que é saudade.

    http://flordecristallb.blogspot.com.br/2012/11/a-roda-da-vida.html

    Deixo um carinhoso abraço, obrigada por me seguir estou feliz com a sua chegada, viu Alice?

    Beijos da flor

    ResponderExcluir
  2. Bom Alice tudo que escrevi pra vc combina com esta postagem que vc me mostrou do FB. Então sabe o que posso acrescentar a mais desta coisa toda da saudade? É que vc deve ouvir os sinais, entendeu querida amiga? Aquele que nos inventou não nos deixa a deriva no caminho e ele sempre usa de estratégias com estas que vc viu e leu para dizer que logo ali na esquina existe um jardim bem florido com delicadas flores perfumada para vc colher e se deliciar, é isto que ELE está tentando dizer por linhas retas...rsrs Digo linhas retas pq não acredito nesta histórias de que Deus escreve torto, sabe Alice? Rsrs

    Comesse dando uma olhadinha no significado do seu nome...aqui>>>
    http://www.significado.origem.nom.br/nomes/alice.htm leia com atenção pq isso pode ajudar a vc a prestar um pouco mais de atenção á sua vida, capiche?

    Outra coisa vc pode me escrever sempre que quiser tá bem? As vezes eu demoro um pouquinho a responder, mas fique tranquila que eu sempre retorno, viu?

    Beijo carinhoso
    flor de cristal

    Desculpas de falar de esoterismo é que adoro estas coisas, viu? ;)

    E aproveite bem o mundo delicado da Alice...no País das Maravilhas...\o/\o/\o/ :))

    ResponderExcluir