17 de nov de 2012

O que eu gosto em você afinal?





Eu gosto do jeito que me olha quando estou deitada e você apoia o braço na cama, como uma serpente me hipnotizando..

Adoro como segura minha mão enquanto agente faz amor. (Também os meus cabelos, o meu pescoço, a minha cintura...) Me pegando como sua cadela, súdita do Senhor.

Adoro sentir teu cheiro enquanto beijo e mordo teu pescoço.

Quando passa o cinto em minhas costas, e em seguida me acerta com ele, é uma sensação inexplicável. O meu corpo se contorce, se arrepia, meu tesão se esvai e involuntariamente eu me retorço em busca do teu olhar...

Tua voz me ordenando coisas, faz com que eu me sinta protegida, faz com que eu me entregue sem medo ás tuas mãos.

Amo a como conhece meu corpo, e como tem a capacidade de me proporcionar prazer constante, muitas vezes, sem me tocar.

Quando você faz tudo isso com o carinho que faz, você me reconquista.

É por isso que digo com muito prazer que meu corpo te pertence, Senhor. Assim como minha alma.
E eu estou aqui para ser sua submissa e servi-lo com a atenção que o Senhor merece.

Atrevo-me a pedir uma coisa: apenas continue sendo Senhor de mim.


Dica de Filme: Último Tango em Paris 
Dica de Música: Lovage - To Catch a thief






5 comentários: